Empreendedorismo no varejo: 5 lições de experiências de grandes empreendedores

Empreendedorismo no varejo: 5 lições de experiências de grandes empreendedores

O empreendedorismo no Brasil avançou de maneira substancial nos últimos anos. O país passou a figurar na lista das nações mais empreendedoras do mundo, inclusive à frente de México, Argentina e África do Sul, por exemplo. Em 2018, a tendência é que as pessoas continuem abrindo seus próprios negócios, apesar do cenário apresentar obstáculos como a burocracia e a falta de preparo.

Essas dificuldades, no entanto, não representam uma barreira para novas formas de negócios e de trabalho que surgem em uma velocidade muitas vezes impressionante. Um exemplo são as startups, que tem como principal característica um modelo de negócio altamente escalável, que geralmente trabalha em ambientes de grande incerteza.

Um outro exemplo que evidencia esse avanço no empreendedorismo é o sistema just in time. Seu grande objetivo é otimizar processos, com foco na qualidade, na rapidez e na entrega correta e ágil. Também não poderíamos deixar de falar das tecnologias mais modernas, como a Internet das Coisas (IoT), que deixa escritórios, celulares, máquinas, veículos, dentre outros, mais inteligentes.

Nesse cenário, é natural que o empreendedor precise superar várias adversidades. Uma vez que o empreendedorismo no varejo do país está cada vez mais em alta, vamos listar os 4 principais desafios que o empresário desse segmento deve superar, assim como 5 lições de experiências de grandes empreendedores. Acompanhe:

Os 4 principais desafios do empreendedor

1. Inovar

Uma das barreiras de inovação no Brasil é desenvolver novos serviços e produtos. Com um mundo cada vez mais dinâmico e globalizado, é essencial que os empreendedores se mantenham atualizados.

Engana-se quem pensa que inovação é somente para as grandes empresas. Pequenos negócios não só podem como devem priorizar formas de trabalho inovadoras. Nos dias atuais, não basta satisfazer o cliente, é preciso surpreendê-lo.

2. Perseverar

É inevitável que o empreendedor tenha perseverança nos negócios. Afinal de contas, uma empresa não faz sucesso da noite para o dia. O caminho do empreendedorismo é cheio de subidas, descidas e curvas, e requer habilidades como preparação, resiliência e fôlego para conquistar os resultados almejados.

Muitas vezes, uma adversidade está fora do alcance do empreendedor e é preciso que ele lide com isso da melhor forma possível. A própria história dos grandes empresários mostra que, antes de alcançar o sucesso, eles erraram muito e tiveram que superar um grande número de contratempos.

3. Avaliar o crescimento da empresa

Para o negócio ser sustentável, é essencial que ele cresça de maneira estruturada. Existem várias formas de avaliar o crescimento de um empreendimento. Uma delas é ter um plano de negócio que sirva como base para nortear as ações da organização. Um bom plano permite que você identifique todas as variáveis atreladas à sua empresa, como a área financeira e o marketing.

Uma outra forma fazer isso é conhecer o perfil dos seus clientes. Quais são seus comportamentos e interesses e como você pode ajudá-los? Essa compreensão pode indicar a possibilidade de abrir um e-commerce ou até mesmo uma filial, por exemplo. Por fim, é possível também contratar uma consultoria em gestão, que pode avaliar o desenvolvimento de vários setores do negócio.

4. Gerir pessoas

Talvez esse seja o maior desafio de um empreendedor. Afinal, as pessoas são o principal ativo de qualquer organização. Nesse sentido, é necessário que o empreendedor esteja preparado para formar um time engajado com os processos e metas do negócio. Como gestor, o empresário terá de formar outros líderes, assim como a sua equipe de vendas, que serão essenciais para que a empresa vá para a frente.

5 lições de grandes empreendedores

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os desafios dos empreendedores, vamos dar 5 dicas de empreendedores de grande destaque no país e no mundo. Confira:

1. Luiza Helena Trajano (Magazine Luiza)

Uma das grandes empreendedoras do país, a presidente da Magazine Luiza Luiza Heleno Trajano se transformou em um ícone do empreendedorismo no varejo brasileiro. Presente tanto no varejo físico como na internet, ela aconselha que uma empresa só vai para a frente quando o empresário foca as pessoas.

Para ela, um atendimento humano é crucial para uma organização de sucesso. Além disso, a empreendedora também destaca a importância de entregar para o cliente exatamente aquilo que ele deseja e da forma mais eficiente possível.

2. Flávio Augusto da Silva (WiseUp e Orlando City)

Um dos empresários de maior sucesso no país, Flávio Augusto da Silva é dono da WiseUp, uma das maiores redes de escolas de inglês no país, e do Orlando City, um time de futebol nos Estados Unidos. Com uma legião de fãs nas redes sociais, Flávio não mede palavras quando o assunto é empreendedorismo.

Para ele, algumas das características dos grandes empresários são mudar os hábitos e assumir a responsabilidade, além de ter perseverança, visão e coragem. Ele costuma dizer nas suas redes sociais que “se te chamarem de louco é porque está no caminho certo”.

3. Jorge Paulo Lemmann (AB InBev, Heinz e Burger King)

“Nosso negócio não é cerveja, nem hambúrguer ou ketchup, é gente”, disse recentemente o empresário e homem mais rico do país, Jorge Paulo Lemmann. Dono de um império, ele é conhecido por aquisições gigantescas, incluindo grandes empresas como a AB Inbev (a maior cervejaria do mundo), a Kraft Heinz e o Burger King.

Para um negócio crescer de forma rápida, ele indica que é preciso reunir o time certo. Além disso, Lemmann afirma que não adianta ter uma cultura organizacional sem colaboração. “É preciso adaptar sua empresa para a cultura que der mais resultados”, diz ele.

4. Ray Kroc (Mcdonalds)

Goste você ou não, o Mcdonalds é um negócio de sucesso em praticamente todo o mundo. Um dos responsáveis por isso é Ray Kroc, que, apesar de não ter fundado a empresa, reinventou sua história aos 52 anos e transformou o negócio local em um marco na história do empreendedorismo mundial. Um dos legados de Kroc é o foco total no cliente. Segundo ele, “se você cuidar do seu cliente, o seu negócio se cuidará sozinho”.

5. Steve Jobs (Apple)

A Apple é uma empresa que conseguiu criar um produto cobiçado e adorado por milhões e milhões de pessoas espalhadas no mundo todo. Muito desse mérito se deve a Steve Jobs, que trabalhou incansavelmente em um produto com foco no design, na facilidade de uso e, principalmente, em adivinhar aquilo que as pessoas desejariam antes delas saberem disso. Segundo uma das suas frases clássicas, “as pessoas não sabem o que querem até mostrarmos a elas”.

E aí, curtiu as nossas dicas e lições? Apesar dos avanços significativos, o empreendedorismo no varejo — especialmente no Brasil — ainda precisa de muitas reinvenções. Como bons brasileiros, somos entusiastas de uma visão que nos coloca como referência no mundo dos negócios.

Se você também pensa assim, compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude a disseminar essas ideias que podem ser de grande valor para muitos outros empresários.

Sem comentários

Cancelar